<$BlogRSDUrl$>
SOUND6TEAM DJ's @ INSÓLITO ESPECIAL CARNAVAL





palavras para quê? SEGUNDA 27 de FEVEREIRO, noite de Carnaval, fulano47, cláudio e lukkas atrás dos decks naquela que é unanimemente, a mais louca noite do ano no INSÓLITO, a referência underground (?) da capital do Minho. deveras obrigatório.

Como se não bastasse, na mesma noite mas mais cedo, fulano47 dá inicio às hostilidades no mega-evento realizado pela techno inside e pela supersonic na Alfândega do Porto.


ELECTRO DOMESTIC v.2 :: sexta 17 FEV @ MARÉ ALTA





A Sound6team está de volta ao Maré Alta para mais uma festarola de arromba: sexta dia 17 de Fevereiro de 2006 realiza-se a segunda versão de ELECTRO DOMESTIC - um evento cujo objectivo é divulgar as mais recentes e elegantes tendências associadas ao house, como o electro-house e o house minimal. Não faltarão porém sonoridades mais fortes como o minimal techno e o tech-house.

Desta vez o dj convidado é Serginho [vynil market/low level crooks] - um nome de referência na noite do Porto como no panorama nacional - que partilhará a cabine com o indomável Cláudio da Sound6team. Os visuais estarão, como de costume, a cargo da talentosa equipa de vjs/designers associada à Sound6team, AC 3MONITOR.

O preço da entrada é de 6 euros, descendo para 5 euros na posse do flyer, e para 4 euros se chegarem antes das duas da manhã.




SERGINHO

Na dance scene portuguesa temos uma variedade de dj's que nos mostram o seu trabalho baseado nas diferentes experiências pessoais e nos seus variados gostos musicais. Contudo, é raro encontrar alguém como Serginho que, através de uma técnica irrepreensível, comunica de forma expressiva, declaradamente apaixonada e inovadora. O seu trabalho é admirado por nomes internacionais como Alex Kid e Radio Slave.

Serginho começa por realizar algumas festas com amigos, no início de 95. Em 96 inicia uma residência no Café na Praça, às terças e sextas, que dura um ano e meio. Durante este período colabora também no projecto Urbansound onde tem residência mensal. Actuava algumas vezes no Rock's com Djs internacionais e é convidado a tocar pela primeira vez em Lisboa, no Frágil.

No Verão de 1998 é o residente do Bela Cruz, na Foz, no entanto esta residência seria apenas para o Verão e no final desta estação, Serginho regressa ao Café na Praça, às sextas-feiras apenas. Em 1999 abre o Voice onde fica responsável, a nível musical, pela pista do piso inferior. É também convidado a produzir o seu próprio programa na rádio Voxx, às quartas das 00:00 às 02:00. Em 2001 é nomeado pela revista Dance Club para o prémio Dj Revelação. O Voice fecha no início desse mesmo ano e Serginho é convidado a ser agenciado pela produtora Heart&Soul onde ficaria até Março de 2004

Na Heart&Soul começa a tocar em discotecas e eventos por todo o país, incluindo Açores e Madeira: Vaticano Club, Hit Club, Buddah Club, Pacha Ofir, Indústria.Porto, Club Mau Mau, Swing, Maré Alta, Oito Graus Oeste, Via Latina, The Day After, Indústria Lisboa, Paradise Garage, Locomia, Kadoc, etc. Actua com djs nacionais e internacionais tais como: dj Vibe, Carlos Fauvrelle, Frank Maurel, Ralph Lawson, Miguel Migs, Little Louie Vega, King Brit, Dixon, Layo&Bushwacka, Charles Webster, X-Press2, Josh Wink, Harvey, Gilles Peterson, Jazzanova, Glimmer Twins, Idjust Boys, Tiefschwartz, Kid&Khan, Ivan Smagghe [Blackstrobe], Spektrum, Ricardo Villalobos, entre outros.

Em Dezembro de 2003 é convidado pela sua agência Heart&Soul para residente no Rocks onde fica até Março de 2004. Em Setembro de 2004, fruto de uma relação já forte e entiga com esta casa, Serginho é convidado para residente da discoteca Industria.Porto.

Neste momento Serginho aposta novamente como freelancer. O seu estilo é totalmente inconfundível, refinado e actualizado.




CLÁUDIO

Vindo de um contexto ligado ao design gráfico e à fotografia, o percurso de Cláudio como dj iniciou-se algures em 2003, ano em que organizou diversas sessões de electro-techno na escassa cena underground de Braga. Em 2004, juntou-se à Sound6team Dj Crew com um sorriso nos lábios, e nesse mesmo ano começou a misturar com um powerbook (para quem deseje saber, apenas com fontes originais licenciadas) em vez da habitual configuração pratos/mesa, tendo actuado maioritariamente na zona norte do pais (Swing Club - Porto; Porto-Rio - Porto; Virgem Negra - Porto; Contagiarte - Porto; S. João @ Espaço Alternativo PT Insólito - Braga; Deslize - Braga; Enterro da Gata - Braga; Metamorphose - Braga; Totta @ Festival de Curtas Metragens de Vila do Conde - Vila do Conde; etc). Em 2005, deu por si completamente imerso no techno, e mudou-se definitivamente para o Porto, onde co-fundou o 555 - um espaço de intervenção artística no coração da cidade - tendo actuado um pouco por todo Portugal e em Espanha:

Festival Mira Una Moderna - Albacete, Spain; Nature – Madrid, Spain; THClub – Murcia, Spain; Motions Fabric @ Más Radio FM – Valencia, Spain; Ke'House – Valencia, Spain; Harvest Blue – Valencia, Spain; La Casita Animada @ Yaya – Castellón, Spain; Dragon Festival – Granada, Spain; El Pata Palo – Granada, Spain; Sonar Bar – Granada, Spain; Op Art – Lisboa; Missa @ Alcântara Club – Lisboa; Mesh Café – Lisboa; Souk Bar – Lisboa; Fantasporto 2005 @ Teatro Sá da Bandeira Porto; Swing Club - Porto; Porto Rio - Porto; 555 - Porto; Insólito - Braga; Metamorphose - Braga; Moinho Verde - Braga; Espaço CP - Braga; Festival Caldas Mix – Caldas da Rainha.

As suas sessões são normalmente bem-vindas tanto no club cuja pista exigente reclama alimento nobre para mente e corpo, assim como em afters tardios onde, sem concessões, o seu gosto refinado e aroma hipnótico, embalam os demais rebeldes e inconformados nas suas contendas hedonistas. Inegavelmente um dos embaixadores do minimal em Portugal, ele é também um terço dos Jedi Nights - uma odisseia back-to-back com os seus irmãos da Sound6team, Fulano47 e Lukkas - e metade dos Partners in Crime - juntamente com João Pedro Santos, no ramo desde os 80's.

2006 será o ano de continuar a marcar pontos como dj e começar a produzir consistentemente.


AC3 MONITOR ::::: XPRMNTL GRAPHIC D_SIGN ::::

Esta iniciativa surge da ideia de expressar, mediante uma linguagem visual própria, novos conceitos nascidos da cultura electrónica e urbana: os AC 3MONITOR assumem a experimentação como seu principal canal de expressão.

Nascido em Janeiro de 2004, o projecto é constituido por três elementos: Marco Dias, Paulo Humberto e Bruno Valentim. Com formação em design e interesses múltiplos nas mais variadas áreas, fundem num só projecto vertentes variadas como design, vídeo, decoração de espaços, vj, etc.

Vjs residentes das festas ELECTRO DOMESTIC, os AC 3MONITOR actuaram já clubes como o Razzmatazz [Barcelona], Space of Sound [Madrid], Lux [Lisboa] e Hardclub [Porto], ao lado de djs de renome como Diesel Boy, Steve Barnes e Riley Reinhold.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?